WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para responder às suas perguntas. Pergunte-nos qualquer coisa!
Olá , como posso ajudar?

Bradesco permite consulta de saldo via WhatsApp

As demissões em massa e o calote dado pela Editora Abril em seus trabalhadores demitidos e freelancers dispensados serão tema de audiência pública na terça-feira 25, às 19h, na Sala José Bonifácio da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

A iniciativa é do deputado estadual Carlos Giannazi (Psol) e, além de outros parlamentares, estarão presentes representantes dos sindicatos dos Jornalistas, Administrativos, Gráficos e Distribuidores.

A direção da empresa será convocada a dar explicações sobre o caso.

As demissões e dispensas atingem cerca de 1.500 trabalhadores e trabalhadoras, dos quais cerca de 800 celetistas que foram demitidos sem receber verbas rescisórias nem a multa de 40% do Fundo de Garantia devido à recuperação judicial da empresa, no último dia 15 de agosto.

Devido à recuperação, a editora ainda protelou o pagamento de outras centenas de demitidos a partir de 2017 e que tiveram as verbas rescisórias parceladas em dez vezes, além dos profissionais freelancers que foram dispensados sem receber pelos trabalhos realizados.

A luta das categorias é para que a família Civita assuma a dívida trabalhista de R$ 110 milhões e pague tudo que deve aos profissionais o mais rápido possível, e que se torne credora na recuperação judicial, como reivindicam os trabalhadores em carta aberta divulgada durante ato público que reuniu centenas, no último dia 14 de setembro, em frente à gráfica da editora, próxima à Marginal Tietê, na região oeste da capital paulista.

Enquanto os profissionais amargam sem seus pagamentos, criticam os demitidos e dispensados, chega a R$ 10 bilhões a fortuna dos herdeiros da família Civita, acumulada à custa dos empregados da Abril ao longo dos anos.

“Estamos acionando a Comissão de Direitos Humanos e de Relações do Trabalho, e a audiência terá transmissão ao vivo pela TV Assembleia para dar visibilidade, pois a imprensa não está cobrindo esse movimento”, disse o deputado Giannazi durante a mobilização.

Audiência pública sobre as demissões em massa e o calote da Abril
Data: 25 de setembro de 2018 (terça-feira)
Horário: 19h
Local: Assembleia Legislativa de São Paulo – Sala José Bonifácio
Av. Pedro Álvares Cabral, 201 – Paraíso (em frente ao Parque do Ibirapuera)



Deixe uma resposta